You are here
Home > Reflexões > Reflexões Econômicas > Tratar os sintomas ou as causas dos problemas econômicos?

Tratar os sintomas ou as causas dos problemas econômicos?

Todo sistema socioeconômico é como um organismo vivo. Possui uma dinâmica homeostática e auto-referente que luta para mante-lo estável. Assim como organismos vivos, estes sistemas podem sofrer patologias sistêmicas que alteram seus ritmos internos e podem leva-los ao sofrimento ou ao colapso.

Como sabemos, há várias formas de lidar com patologias. Podemos fazer tratamentos sintomáticos ou tratar a doença, propriamente dita. Em casos onde a doença pode ser combatida pelo próprio mecanismo de defesa do sistema, não há problema em fazer um tratamento sintomático, ele pode até ser desejável para garantir o bem estar do sistema. Contudo, em casos em que a doença é mais séria ou até mesmo um problema crônico, o tratamento da doença pode se fazer necessário. 

Independente do caso, é preciso um diagnóstico preciso do problema para definir qual abordagem será dada ao tratamento. Principalmente porque nos sistemas socioeconômicos lidamos com uma pesada limitação de recursos que normalmente nos impede de tratar os sintomas e as doenças ao mesmo tempo. É como se você tivesse que escolher um entre dois remédios. Se escolher os dois, terá doses baixas de ambos que podem não ter o efeito desejado.

Este é o maior problema enfrentado por gestores públicos e privados. Ao mesmo tempo que desejam fortemente combater aquela dor sintomática, precisam escolher entre o tratamento da dor ou a cura da doença. Muitas vezes escolhem o primeiro e acabam presos em um espiral sem fim de consumo de recursos, em um tratamento que nunca acaba.

Leonardo Augusto Amaral Terra
Leonardo Augusto Amaral Terra
Mestre e Doutor em ciências pelo programa de Administração de Organizações da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto, na Universidade de São Paulo (FEARP - USP). Possui MBA executivo em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas e Graduação em Administração de Empresas pela FEARP - USP. Atua como professor, pesquisador e consultor na área de estratégia e desenvolvimento organizacional, explorando os princípios que regem os sistemas socioeconômicos por meio da matemática do caos e da epistemologia sistêmica e suas aplicações no processo estratégico e nas interações sistêmicas das organizações. Vencedor do West Churchman Memorial Prize em 2014.
http://lattes.cnpq.br/3022429953017645
Top